Exposições João Pessoa-PB

Do Jeitinho Deles



Do Jeitinho Deles é mais que um projeto fotográfico é algo que vivêncio no meu dia a dia, Ícaro, meu filho, é autista!! 

Um ano antes dessas fotos eu ficava pensando uma forma de também contribuir pra conscientização da sociedade a cerca do autismo, e não tinha muita ideia de como fazer isso!!! Fotografar... ok!!! mas como??? Eu precisava de um conceito, algo que me guiasse, me desse um norte pra produzir um trabalho com o minimo de coerência, mas principalmente com verdade!! 

Foi aí que um amigo fotógrafo fantástico, Jocieldes Alves me apresentou um  projeto chamado Retratos para Yaya, do Panoptes Fotografia, que é inspirador demais, transborda verdade,emoção, além disso, ele me apresentou a fotografia documental de família, e suas duas grandes referencias o Renato d'Paula e Daniel Freitas, aí pronto estava ali meu norte, minha inspiração pra fazer esse trabalho, uma forma de encontrar a verdade dessas crianças!! 

Nos preocupamos, eu e minha esposa Robertha, em antes de mais nada conhecer cada criança, cada família, um pouco da história, da vida deles, pra que isso norteasse mais ainda o projeto!

E lá fui eu tentar essa empreitada, mesmo sem muita noção do que encontraria, a casa da família de cada um deles foi o cenário pras fotografias, eles vivendo o seu dia normalmente, sem ter que vestir uma roupa que não estavam afim, ou ter que ir a um lugar que não tem nada haver com eles, simplesmente por que é bonitinho!!!! Não, eles estavam no conforto do lar, sendo eles mesmos, com a mãe, pai, em casa, vendo tv, mexendo no tablet, fazendo birra, ou simplesmente deitado,  mas de verdade!!!  

 Uma busca nesse projeto foi tentar fazer com que a pessoa que olhasse essa exposição se questionasse a respeito do que é ser autista, de como o mundo os vê, os estigmas que ainda existem, será que existe inclusão de verdade??? em que mundo vivem essas crianças??? Muitas diziam que elas pareciam não ter nada! e realmente o que elas tem?? são antes de tudo crianças, apenas do Jeitinho Delas!!

Algo que me enriqueceu muito como ser humano e me impactou bastante nesse projeto, foi poder estar próximo de cada um deles, passar um tempo, conviver um pouco, interagir e perceber que todas são carinhosas, cheias de amor, basta se deixar conquistar por elas!!! Muita gente ainda vem com velhos discursos feitos de que o autista não gosta de fazer amizades, ou que não quer se aproximar!!! Não, as vezes eles apenas não sabem como!!! 


O mundo precisa de mais compreensão, conexão  e amor, abrir os braços e enxergar as diferenças, por que é ela que nos une de verdade, afinal somos todos diferentes uns dos outros, e ser diferente nos torna únicos!!